Google+ Seguidores

terça-feira, junho 29

Brasil 3 x 0 Galvão Bueno

Infelizmente a campanha "Cala boca Galvão" não surtiu o efeito desejado por quem não suporta mais o narrador Global. Se você só tem os canais abertos, ou assiste pela Band, que não tem boa imagem, ou se sujeita a ouvir as tradicionais baboseiras da equipe esportiva da Globo.
Além das dispensáveis estatísticas individuais que só a Globo apresenta, Galvão não se cansa de encher a bola do jogador Kaká, longe de suas melhores apresentações, insistindo em melhorar a imagem e o desempenho do jogador que é craque, mas continua abaixo da média. Com exceção dos zagueiros Lúcio e Juan e o goleiro Júlio Cesar que foi pouco acionado, o restante do time intercala boas e más participações. Ainda acredito que o Brasil possa alcançar o hexa, mas teremos que ter muita paciência com o retranqueiro Dunga. Não espere jogos brilhantes por parte do time brasileiro.

segunda-feira, junho 21

Redes Sociais: necessidade e cuidados..

Agências e profissionais de publicidade de todo o país insistem que as organizações devem entrar rapidamente no mundo das redes sociais para não perderem o bonde da história. Esquecem-se, porém, que, antes de se aventurar em ações nas mídias sociais, primeiramente elas devem estudar o seu público, seus costumes.
Profissionais ligados as empresas Nestlé, Twix, Locaweb, National Geographic, dentre outras, sentiram na pele a falta de preparo adequado para enfrentar a fúria das mídias sociais. O que se viu foram executivos perdendo empregos e empresas destruindo reputação da marca. Por longos dias essas marcas ficaram expostas no Trend Tropic, (assuntos mais falados no Twitter), em razão de ações que se desviaram do objetivo proposto e tiveram reflexos inesperados e negativos. Navegar é preciso, mas com muito cuidado para não afundar nas ondas da internet.

Cai valor de mensalidade nas particulares

Matéria publicada no Portal da Folha de Sâo Paulo aponta que a média dos valores cobrados atualmente nas faculdades particulares é a mais baixa desde 1999. O motivo é a concorrência e menor crescimento de matrículas. Por mais mais que possa parecer vantagem aos alunos, os preços baixos são nocivos para a qualidade da educação, já que as instituições que adotam essa prática deixam de investir em pesquisa, laboratório, professores etc.
Algumas anunciam mensalidade de pouco mais de cem reais e se houver convênio com empresas, esse valor cai ainda mais. Para se equilibrar, uma instituição deve cobrar mensalidade média de R$450,00, segundo Carlos Monteiro, consultor em ensino superior. Abaixo desse valor, a faculdade tem que abrir mão de uma série de coisas e o que acontece é que ela tem que colocar mais aluno em sala. No final, a demanda é baixa, a inadimplência cresce e a qualidade de ensino cai.
Mais do que o valor da mensalidade, o aluno deve ficar atento à qualidade do ensino oferecido para não se arrepender depois.

terça-feira, junho 15

O poder humorado das redes sociais

Dessa vez a vítima foi Galvão Bueno, o chato número 2 da TV Globo. Após estourar na lista de assuntos mais populares do Twitter na quinta-feira, véspera da abertura da copa, o viral “Cala boca, Galvão!” ganhou nos últimos dias versões bem-humoradas. A partir da hashtag #CALA BOCA GALVAO, a notícia circula o mundo e saiu até no New York Times, Folha de SP, Veja, El Pais (Espanha), dentre outros. Os americanos, se perguntam o que seria CALA BOCA GALVÃO, ja que não conseguem traduzir, e surgiram rumores num site americano, de que era a nova musica da Lady Gaga. No Twitter, continuam os comentários. Vários deles, engraçadíssimos, envolvem o chato número 1, Faustão, e a apresentadora Ana Maria Braga, que, segundo o post, é a embaixadora oficial do CALA BOCA GALVAO, já que ela adotou uma das espécies e deu o nome de LOURO JOSÉ. Galvão é mesmo muito chato. Só não é mais que Faustão. Aliás, fica aqui a dica: façam algo semelhante para esse chato insuportável sair da telinha.

terça-feira, junho 8

Hora do reclame 2

Ainda sobre os erros registrados nos comerciais de TV veiculados ao vivo, na década de 50, Omo lançou na TV um comercial de 1 minuto, destacando o produto como um detergente moderno e não um sabão em pó comum. Enquanto a locução dizia “Não faz montanhas de espuma”, a imagem mostrava exatamente o contrário. Erros que aconteciam com freqüência nos comerciais ao vivo. Assista ao vídeo.

A hora do reclame

Há muitas décadas, quando se veiculava comerciais ao vivo na televisão brasileira, nem tudo saía como previsto. Neide Aparecida era uma das garotas propaganda mais vistas na telinha. O comercial a que me refiro mostra uma situação inusitada, típica do improviso. A máquina de lavar do anúncio, que tinha como benefício o fato de ser silenciosa, fez um tremendo barulho. A garota não perdeu a classe. Pra fechar, o filme termina com o contrarregra puxando o fio de nylon amarrado na máquina para tirar de cena o produto anunciado. E Neide foi junto. Ilário. Assista ao vídeo.

OI sob investigação

Na última edição da revista ÉPOCA há uma denúncia sobre a operadora OI que adotou um programa capaz de rastrear tudo o que seus clientes de banda larga fazem na internet. Chama-se PHORM e fica instalado no provedor de acesso, fazendo o rastreamento cada vez que você navega pela internet. Dessa forma, a OI, em parceria com a PHORM, vende publicidade personalizada com base nos dados rastreados.
Fato semelhante ocorreu com a Apple e o desejado Iphone. Suspeitou-se que o aparelho também carregava um programa que monitorava os hábitos do seu proprietário e remetia para a empresa criar ações personalizadas de relacionamento. Não deu em nada. Vamos aguardar os reflexos da denúncia contra a OI.

Nua e crua - pra relaxar

Um sujeito vai visitar um amigo deputado federal e aproveita para lhe pedir um emprego para o seu filho que tinha acabado de completar o supletivo do 1º grau.
- Eu tenho uma vaga de assessor, só que o salário não é muito bom...
- Quanto doutor?
- Pouco mais de 10 mil reais!
- Dez Mil!!!!???? Mas é muito dinheiro para o garoto! Ele não vai saber o que fazer com tudo isso não, doutor!!!! Não tem uma vaguinha mais modesta?
- Só se for para trabalhar na assembléia. Meio período e eles estão pagando só 7 mil!
- Ainda é muito doutor! Isso vai acabar estragando o menino!
- Bom, então tenho uma de consultor. Estão pagando 5 mil reais por mês, serve?
- Isso tudo é muito ainda, doutor. O Senhor não tem um emprego que pagasse uns mil e quinhentos ou até dois mil reais???
- Ter eu até que tenho, mas aí é só por concurso e é para quem tem curso superior, pós-graduação ou mestrado, bons conhecimentos em informática, domínio da língua portuguesa, fluência em inglês e espanhol e conhecimentos gerais... além do mais, ele terá que COMPARECER AO TRABALHO TODOS OS DIAS...
Pode ser engraçado, mas tem muito da realidade do nosso Brasil.

Consolição das Mídias Sociais

Empresas de todo o mundo devem se adaptar ao que chamamos de consolidação das mídias sociais. É entrar ou entrar. E nesse processo, mais que os próprios executivos, são os consumidores que decidem se vão usá-las para falar da empresa e de seus produtos. Portanto, elas têm que utilizar desse novo veículo de comunicação, com estratégias baseadas em pessoas e relacionamento, direcionando-se por 4 papéis da comunicação empresarial:
Gestão da comunicação empresarial: focada no mercado e nos stakeholders, mantendo a empresa nas mídias sociais, com monitoramento, comunicação institucional e gerenciamento de crises.
Gestão do marketing digital: Focada no consumidor, relacionando a marca com os consumidores, criando os advogados da marca por meio de um atendimento pessoal e diferenciado.
Gestão da comunicação pessoal: Focada nos colaboradores, nas ética e na responsabilidade que têm ao relacionar-se com suas redes sociais pessoais, para que entendam seu papel e sua capacidade de ajudar ou prejudicar a marca.
Gestão do conhecimento: Focada na circulação das informações e do conhecimento, mudando o paradigma da comunicação interna, saindo do foco na gestão de TI e no e-mail, e abrindo caminho para novas estratégias colaborativas, mais eficientes e inovadoras, baseadas em mídias sociais corporativas internas.
Fonte: Cláudio Torres - HSM Online - 28/5/10
É um caminho sem volta, para o bem das empresas.

quarta-feira, junho 2

Loja sazonal ?

Uma rede de drogarias com mais de 250 lojas repete, mais uma vez, uma receita que tem dado certo. Vai abrir durante o inverno uma loja sazonal em Campos do Jordão, cidade do interior de São Paulo que atrai milhares de turistas nessa época do ano. Literalmente, sobe a serra para acompanhar seus clientes nas férias.
A rede foi pioneira na implantação de farmácias 24 horas no Brasil e hoje atende cerca de 5 milhões de pessoas por mês. Está presente em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Ceará e Bahia. Soube aproveitar a oportunidade.

Cuide bem da sua marca

Reportagem recente mostrou os reflexos negativos para uma loja de eletrodomésticos, em razão da falta de segurança, quando ela decidiu fazer uma daquelas famosas liquidacoes. O que se viu foi arrombamento de portas, pisoteamentos, diversos feridos e um morto. Organizadores devem presumir que todos os eventos, bons ou ruins, trazem consequências à marca. Controlar fatores externos e internos e administrar situações em busca de um resultado positivo para a marca é função primordial. Segundo Eduardo Przybylski, Designer de informação da dBrain, em matéria publicada na HSM, "Cenário perfeito não existe, mas quanto menor desgaste a sua marca sofrer, melhor serão os resultados para a reputação da empresa, mesmo enfrentando situações difíceis como em um desastre com vítimas fatais". Atente-se.

Seu site demora para carregar?

A partir de agora, uma modificação no principal site de buscas da Web vai levar em conta também a velocidade de carregamento dos sites. O impacto dessa decisão deverá afetar cerca de 1% dos sites que terão seus rankings modificados. Ou seja, sites pesados demais vão se tornar menos imprtantes para o Google e vão perder posicões nas buscas. Portanto, fique atento com seu site. Não adiante encher de belas animações se o internauta tiver que esperar muito para chegar onde pretende.
Além da demora na abertura dos sites, VEJA AQUI outras regras que influenciam no posicionamento do site no Google e nos sites de busca em geral.

Se beber, não dirija

Uma campanha de alerta aos "bebedores de plantão". São imagens fortes. Assista a este vídeo e depois reflita melhor sobre a falta de responsabilidade de quem bebe ou se droga e sai por aí, dirigindo como se fosse um exímio piloto. CLIQUE AQUI.

Rede Social é interação

Se o que caracteriza uma rede social é, principalmente, a interação entre seus membros, não adianta ter sua marca nas principais plataformas de relacionamento apenas para monitorar os assuntos. Tem que agir! Literalmente, mostrar a cara e aceitar as eventuais críticas que podem surgir.
Se a marca tem reputação, é séria e faz o seu melhor, não se preocupe. Terão poucas razões para criticar. E, se as críticas forem pertinentes, responda e corrija. Mostrar a cara é buscar interagir com os participantes da rede, oferecer "algo mais". A Unilins desenvolveu uma ação simples aos twitteiros que replicassem uma determinada frase. A promoção foi um sucesso. O usuário @diegolaurindo foi o sorteado dessa primeira promoção da Unilins. Já levou uma mochila personalizada.
Exemplos maiores como o da Tecnisa, que vendeu apartamentos pelo Twitter, e da Azul, que turbina suas vendas graças a promoções-relâmpago divulgadas em comunidades virtuais, são citados com entusiasmo por empresários que agora apostam no poder da Web 2.0.

Tecnologia a serviço dos pernas-de-pau?

Apesar de todas as críticas feitas por jogadores de grandes clubes do mundo à bola da copa 2010, a Adidas, fabricante oficial da Jabulani, argumentou que não fará nenhuma mudança no produto. Se, de fato, ela é tão ruim, perceberemos durante os jogos. Se formos avaliar o nível de muitos jogadores que participarão da competição, não há bola capaz de suportar os maus tratos a que é submetida por esses pernas-de-pau. Portanto, além das habituais reclamações contra a arbitragem, podem esperar reclamações por causa da "pelota". Coitada da Jabulani e da Adidas se, por ventura, o campeão for algum time inexpressivo.