Google+ Seguidores

terça-feira, agosto 23

Teia de aranha torna pele humana resistente a balas

Um pedaço de pele humana com seda de aranha embutida consegue resistir a tiros a mais de 150 metros por segundo.
A invenção é uma parceria entre a artista plástica holandesa Jalila Essaidi, e o Consórcio de Genômica Forense da Holanda.
A mais forte das fibras
A teia das aranhas é a fibra natural mais forte do planeta. Seu uso para reconstrução de pele tem sido objeto de pesquisa. Alguns já defendem o uso da seda em coletes à prova de balas. Jalila foi mais a frente e aplicou a seda diretamente na pele.
Para criar o tecido os cientistas fizeram uma moldura de teia de aranha e colocaram células das duas camadas da pele: derme e epiderme. Em cinco semanas, um círculo de pele com 15 cm de diâmetro havia se desenvolvido.
O teste do tiro
No Instituto Forense da Holanda, os técnicos em balística atiraram em pedaços de pele normal e de pele artificial, registrando tudo com câmeras. Com a velocidade da bala reduzida em 50%, todas as peles foram perfuradas – menos a que tinha teia de aranha como base.
Embora o tecido não tenha suportado os 329 metros por segundo normais da bala, o resultado é muito animador. Um colete à prova de balas normal consiste de 30 camadas de kevlar, mas a pele testada possuía apenas 4 camadas de seda de aranha. Agora é testar com mais camadas e ver o que acontece.
Outro futuro teste da pele é bem mais ambicioso: ela será implantada em uma pessoa. O procedimento vai ser acompanhado por médicos para analisar os riscos de rejeição.
Fonte: exame.com/ciencia.
É a ficção se tornando realidade. Num futuro não muito distante, quem sabe, tornar pessoas à prova de balas.

Um comentário:

  1. Ta ae agora sabemos do que o colã do Super-Homem era feito... "Teia do Homem-Aranha"..

    kkkkk

    ResponderExcluir