Google+ Seguidores

quarta-feira, junho 29

Indústria americana do tabaco é condenada

O recurso apresentado por fabricantes de tabaco dos EUA contra um processo movido por mais de 500 mil fumantes foi recusado pela Suprema corte do país. Os clientes reivindicavam indenização para aderir a programas de desintoxicação.
A mais alta instância judicial americana mostrou-se favorável aos dependentes do cigarro, e grandes empresas tabagistas, como a Philip Morris dos EUA e a R.J. Reynolds, terão de desembolsar US$ 270 milhões (aproximadamente R$ 430 milhões) para que consumidores ingressem em projetos que os ajudem a deixar o vício.
O processo ganhou destaque em 2009, quando de uma corte de apelações do estado da Luisiana aceitou examinar o recurso dos fumantes. As empresas protestaram contra o uso da ação coletiva como uma "ferramenta jurídica" e anticonstitucional, segundo divulgado pela agência France-Presse.
Fonte meiomensagem Marketing

Nenhum comentário:

Postar um comentário