Google+ Seguidores

terça-feira, abril 6

Vigiando ou invadinho?

Estudantes da Hamilton High School, de Lower Merion, cidade perto da Filadélfia, ganharam laptops para pesquisas e trabalhos escolares. O que a escola não avisou é que as máquinas tinham uma câmera embutida, que transmitia as imagens para a direção, com o objetivo de proteger os laptops de roubos e danos.
Com as imagens, um aluno da escola, de 15 anos, foi acusado de usar drogas (pílulas). Só que as "pílulas" eram, na verdade, uma espécie de balas e a escola foi processada por espionagem ilegal. E com razão, afinal, se ela estivesse preocupada com a segurança dos computadores, instalaria um GPS, não uma câmera. Mesmo assim, teria que avisar os alunos que o computador estava sendo rastreado. É impressionante, mas, vivemos algo semelhante ao BBB.

Nenhum comentário:

Postar um comentário