Google+ Seguidores

terça-feira, abril 6

É a realidade, presidente.

Num desses eventos de distribuição de ambulâncias no interior de São Paulo, o presidente Lula, sutil feito um trombone, deixou escapar uma crítica ao Hospital Sírio-Libanês, um dos melhores do país. "Hoje, só porque sou presidente, me tratam muito bem. Quando era metalúrgico, o tratamento era na base de pontapés". Ou seja, o que o Lula comentou, não é diferente da realidade em que vivem milhões de brasileiros sem convênio médico, dependendo do sistema público. Essa situação não é nova presidente!

Nenhum comentário:

Postar um comentário