Google+ Seguidores

quinta-feira, março 4

Profissional ou antiquado ?

Matéria publicada no Valor Econômico de 03/3, aborda a apreensão dos linenses com a fusão Bertin/Friboi. A preocupação é pertinente, discordo, porém, do título Futuro da Bertin causa apreensão em Lins. Quem ainda convive com eles sabe, e muito bem, que a família apenas se desviou um pouco do segmento de frigoríficos para apostar em usinas de geração de energia - um sério problema brasileiro - e em construção civil - a locomotiva do crescimento do país. Futuro promissor.
E me parece certa a assinatura do contrato para construção e manutenção do Trem Bala pela Contern Bertin. Discordo também do comentário de Nivaldo Pupato, consultor da Associação Comercial, sobre o que chamou de "administração mais profissional" da JBS. Quem esteve no Bertin até a fusão e ainda permanece pela JBS, percebe claramente que o formato administrativo que passou a ser praticado é antiquado, foi vivenciado pela empresa linense e corrigido há anos. Transferir para a conturbada São Paulo o seu corpo administrativo é um exemplo disso. Não se consegue mais transitar pela capital. E se chover...

Um comentário:

  1. O trem bala deverá ser, com certeza, uma das maiores e desafiadoras obras da engenharia brasileira, principalmente no tocante à tecnologia. Obra indispensável para um país que pretende ser, daqui a duas décadas, o quinto maior PIB do planeta, e exigência da FIFA para o Mundial de 2014.

    ResponderExcluir