Google+ Seguidores

sexta-feira, julho 22

Discriminação racial 260 mil reais

Segundo o jornal O Estado de São Paulo, o supermercado Extra, do Grupo Pão de Açúcar, pagou uma indenização de R$260.000,00 a um garoto de dez anos que relatou ter sofrido racismo em uma unidade da rede. Os seguranças acusados já foram afastados.
O valor não foi confirmado pelo Extra. O fato foi resolvido entre as partes, mas o supermercado continua investigando a acusação. Em nota, o Extra informou que “repudia qualquer ato discriminatório e pauta suas ações no respeito aos direitos humanos”.
Fonte: Exame.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário