Google+ Seguidores

quarta-feira, março 31

Está publicado

Na revista ÉPOCA, de 27/3, há uma lista de denúncias contra a covardia e omissão do Papa BENTO XVI. Em sua carta endereçada aos católicos, na Irlanda, ele sequer cogita que os padres pedófilos deveriam perder seus postos na Igreja. Há explicação. Se houvesse uma investigação séria, o próprio Papa teria que depor, por proteger, em 1980, quando era arcebispo, um padre criminoso em sua diocese de Munique e Freising, sugerindo-lhe terapia em vez de mandá-lo à prisão. Na mesma época, já então cardeal e prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé do Vaticano, divulgou uma carta instruindo a todos os bispos a não cooperarem com nenhuma investigação interna, entre elas, a de abuso sexual cometido pelos padres. Que Deus não os proteja !

Nenhum comentário:

Postar um comentário